Encontro com Agência Nacional de Mineração e Previdência Social

Retomada de reuniões sobre “Anistiados da Vale”.

Encontro com Agência Nacional de Mineração e Previdência Social promete retomada de reuniões sobre “Anistiados da Vale”.

O Presidente do Sindicato Metabase de Itabira e Região de Itabira e Região, André Viana Madeira, promoveu um encontro, por videoconferência, entre os conhecidos “Anistiados da Vale” com os representantes da Agência Nacional da Mineração – ANM. Na reunião, André Viana demonstrou sua preocupação com o tratamento que está sendo dado aos anistiados: “Considero-os “escravos federais”, literalmente. São ex-funcionários da empresa Vale, demitidos injustamente, de forma arbitrária e que após vinte anos tiveram uma expectativa em retornar à empresa e foram enfiados em um canto qualquer pela ANM, já que ela é responsável direta por eles. Alguns estão como vigilantes, outros como atendentes, nada parecido com o trabalho exercido na empresa e pior, sem plano de saúde, vale-refeição, vale-transporte ou outro benefício. Muitos destes que estão em outras cidades sequer tiveram auxílio para mudança, sem levar em conta aqueles que praticamente abandonaram seus familiares”.

Previdência Social
Em seguida, o presidente do Metabase participou de uma outra reunião, desta vez com representantes da Previdência Social. Acompanhado pelo presidente da Associação Regional dos Aposentados e Pensionistas do Sistema Beneficiário Público e Privado de Itabira – Asprev, Carlos Madeira, ele também demonstrou sua insatisfação com o que ele considerou como falta de respeito: “O processo está sendo conduzido de maneira absurda. Prova disso são as mortes de alguns anistiados, que acreditaram na promessa de uma reintegração digna e faleceram decepcionados, acreditando em falsas ilusões”, desabafou o sindicalista. Os representantes dos órgão federais prometeram uma nova agenda, dia 27 de agosto, para finalmente iniciarem os trabalhos de reparação dos erros cometidos. O Metabase Itabira irá denunciar a situação ao Ministério Público Federal, acreditando que com este apoio “a situação se resolverá".

Memória
Estas ações visam a retomada de negociações com estes órgãos federais iniciadas ainda em 2019, antes do período pandêmico. Na ocasião, André Viana promoveu uma caravana a Brasília que resultou em diversas reuniões e, devido a pandemia, foram interrompidas. André salienta que eles são os filhos abandonados pela Vale, pela União e pela sociedade itabirana: “Um dos direitos que estão sendo descumpridos é a falta da identificação funcional do anistiado. “Hoje, na carteira de trabalho deles não tem nada, nenhuma identificação de onde eles trabalham. E todos, oficialmente, são funcionários da ANM”, explicou o presidente do Metabase, André Viana Madeira. “É direito do trabalhador ter a sua carteira corretamente preenchida. Eles não têm como provar, se for preciso uma prova imediata, que estão empregados, porque isso não está discriminado no documento do trabalhador, que é a carteira de trabalho. É só um dos problemas que precisamos corrigir”, disse o sindicalista. Além disso, os anistiados também vão cobrar a elaboração de uma progressão salarial específica. “Hoje, não há a progressão definida adequadamente. São servidores públicos federais que não se enquadram em nenhuma categoria prevista na legislação e, por isso, vamos exigir que eles também possam contar com uma tabela de progressão salarial”, destacou André Viana.
 
 

 



 

 

 

CONTATO

Para informações, dúvidas, denúncias, não deixe de entrar em contato.

Compartilhe este site!

Endereço

Rua Mestre Emílio, 93 - Pará
Itabira/MG, 35900-028 

Contatos

comunicacao@metabase.com.br  
Telefone: (31) 3831-6364