Metabase realiza mobilizações em Conceição do Mato Dentro e Itabira

Paralisações nas entradas das minas da Belmont - Itabira e Anglo - Conceição do Mato Dentro.

Metabase faz mobilizações em Conceição do Mato Dentro e Itabira
O sindicato fez paralisações nas entradas das minas da Belmont - Itabira e Anglo - Conceição do Mato Dentro.
 

Nesta manhã de quarta-feira (13) diretores do Metabase Itabira paralisaram todos os ônibus que faziam o transporte dos funcionários da empresa Anglo American na cidade de Conceição do Mato Dentro, distante 170 kms de Itabira. A empresa conhecida por empregar cerca de 500 trabalhadores itabiranos está em negociação com o sindicato há cerca de dois meses e segundo o presidente do sindicato, André Viana “ela tem tratado com desdém as propostas do acordo escolhidas pelos próprios trabalhadores”. A paralisação aconteceu na principal portaria das minas da mineradora. Os trabalhadores, em apoio ao movimento, desceram dos ônibus e ouviram os discursos dos sindicalistas. André lembra que os contatos com os trabalhadores da empresa se dão pelos boletins informativos, pelas redes sociais, por mensagens via aplicativo de celulares e quando necessário, pessoalmente. “Não abrimos mão de ouvir o trabalhador no seu local de trabalho. Apesar de termos bons contatos com eles, vir a Conceição do Mato Dentro é sempre importante. A Assembleia será o momento em o trabalhador vai escolher se aceita ou não a proposta da empresa, por isso, a necessidade destes encontros, olho no olho, cara a cara. Estamos aqui para instruí-los e tirar suas dúvidas para que na hora da votação eles estejam com todas as informações, prontos para decidirem”. Na última reunião a contraproposta da empresa foi o reajuste salarial e das cláusulas econômicas em 3,28 %; abono de R$1.000 reais em até 10 dias após assinatura do ACT; auxílio-babá de R$801,86 para crianças com até 72 meses. De acordo com André, a proposta foi rejeitada imediatamente na mesa de negociação. “Não temos coragem de apresentar um esdrúxulo desses em assembleia. A direção do Metabase Itabira aguarda nova data para continuidade das negociações e reverter essa situação vexatória e de tamanha besteira”, completou o presidente do Metabase Itabira. Ainda de acordo com ele, entre 2014 e 2018, a inflação e a variação média da remuneração foram opostas. Enquanto a inflação foi de 33,48% no período, os salários decaíram 14,64%. A queda real foi em torno de 48%. “Os números apresentados impedem qualquer tipo de argumento contrário da empresa”, afirmou André Viana.

Belmont

O Metabase Itabira também realizou ações na portaria da Belmont. O sindicato representa cerca de 300 trabalhadores da mineradora. A campanha salarial com vistas ao acordo coletivo também engloba a empresa itabirana que extrai esmeraldas e está entre as mais modernas companhias de mineração do mundo. Sobre as negociações com a Belmont, André diz que há uma “conversa mole” dos dirigentes que não há condições para aumento salarial com ganhos reais: “Alegam que não há produção, porém os números publicados por eles não mostram isso. Contradizem a todo instante o que publicam por força de lei, porque se não fossem obrigados, não publicariam. Uma conversa moleque, isso mesmo, conversa de moleque. A todo tempo ficam chorando miséria na mesa de negociação. Triste, vergonha...”. Finalizou o sindicalista.   



 

 

 

CONTATO

Para informações, dúvidas, denúncias, não deixe de entrar em contato.

Compartilhe este site!

Endereço

Rua Mestre Emílio, 93 - Pará
Itabira/MG, 35900-028 

Contatos

comunicacao@metabase.com.br  
Telefone: (31) 3831-6364